Notícias

Riscos e soluções para a situação de lagos como o Guaíba serão pauta do seminário
 
O segundo painel do Seminário Cidade Bem Tratada terá como tema “A Situação das Águas: novos conceitos de drenagem, tratamento e aproveitamento de efluentes”.
Inevitável não relacionar o tema com o nosso Lago Guaíba. Ele é a única fonte de água potável de Porto Alegre. Sua área é de 482,2 km, com 72 quilômetros de orla. Alimentado pelos rios Jacuí (84,6%), Sinos (7,5%), Caí (5,2%) e Gravataí (2,7%), recebe também águas dos arroios situados às suas margens. Estes rios desembocam no Delta do Jacuí, formando então o Lago Guaíba, que banha os municípios de Porto Alegre, Eldorado do Sul, Guaíba, Barra do Ribeiro e Viamão. A partir do Guaíba, as águas vão para a Lagoa dos Patos e, após, para o Oceano Atlântico.
O Guaíba, assim como os rios das cidades brasileiras em geral, não deveria receber despejo de resíduos industriais e cloacais, pois os volumes despejados sem tratamento adequado são incompatíveis com uma depuração natural do sistema, acumulando poluentes. O volume de esgoto doméstico que entra no Guaíba, por exemplo, é de 79 vezes o seu volume anual. O industrial chega a 14 vezes seu volume anual. Ainda por cima, volta e meia ressurge a possibilidade de ser autorizada a extração de areia em seu leito, o que geraria um grave problema ambiental.
E aí, como estamos tratando e fazendo uso de nossas águas? Como cuidamos desse grande lago, moldura para um pôr do sol que tanto nos orgulha? Que água queremos para um futuro próximo? Venha debater esses e outros questionamentos com especialistas e integre a programação do Cidade Bem Tratada. 
O painel ocorre no dia 12 de junho, às 9h30min, tendo como convidados Guilherme Castagna, da Fluxus Design Ecológico, Demetrios Christofidis, presidente da Comissão Permanente de Ética do Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH) e coordenador dos trabalhos de concepção do Programa de Recuperação e Preservação de Rios Urbanos do Ministério do Meio Ambiente (MMA), José Bueno, coordenador do Projeto Rios e Ruas, e Flavio Ferreira Presser, presidente da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), com mediação da engenheira civil Nanci Begnini Giugno, ex-diretora da Metroplan, presidente do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Lago Guaíba e presidente da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes). 
O Seminário será nos dias 11 e 12 de junho no Auditório Mondercil de Moraes, no Ministério Público de Porto Alegre. Inscrições gratuitas e limitadas pelo site www.cidadebemtratada.com.br.
 
Serviço
O que: 7º Seminário Cidade Bem Tratada
Quando: 11 e 12 de junho de 2018
Onde: Auditório Mondercil de Moraes do Ministério Público, Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 80 | Porto Alegre | RS
Inscrições gratuitas pelo site: www.cidadebemtratada.com.br
Facebook: facebook.com/CidadeBemTratada/
Instagram: @cidadebemtratada