Detalhes da notícia

 

Gestora falará sobre os novos projetos´em detalhes no Seminário

 

1. Cidade Bem Tratada -  O Tampinha Legal foi lançado em 2016. Fale sobre a Missão e qual o status nos dias de hoje.
Simara Souza - A Missão do Tampinha Legal é aproximar o plástico da sociedade motivando, inspirando e conectando várias segmentos através de ações modificadoras de comportamento de massa a fim de aumentar os níveis de esclarecimento quanto ao destino adequado dos resíduos plásticos. Após quase três anos de lançamento e dois anos e cinco meses de entregas de material, estamos chegando ao primeiro meio milhão de reais em tampinhas, são mais de 257 toneladas de material que retornaram para a indústria de reciclagem caracterizando o conhecido modelo de economia circular.  O Tampinha Legal é o maior programa socioambiental de caráter educativo de iniciativa da indústria de transformação do plástico da América Latina.

2. Cidade Bem Tratada - Na sua opinião, desde o lançamento do Tampinha Legal, o que mudou na relação sociedade + descarte do plástico?
Simara Souza - Todos os nossos números são auditáveis e traduzem o que ocorre atualmente na sociedade.  As mais de 257 toneladas de tampinhas plásticas entregues para a reciclagem foram coletadas, segregadas, limpas, ensacadas e entregues por mãos voluntarias. Isso significa que temos verdadeiros exércitos fazendo a mesma coisa ao mesmo tempo: manuseando o material plástico e percebendo o quanto ele tem valor e que precisa ser segregado e limpo para agregar valor. Na prática, vemos uma sociedade mais consciente. Percebemos o aumento de esclarecimento quanto ao destino adequado aos resíduos plásticos através de inúmeras ações que se espalharam rapidamente pelas escolas, empresas, órgãos públicos, etc. Há muitos projetos de lei aprovados e sancionados pelos prefeitos de várias cidades que estimulam as coletas de tampas plásticas em prol das entidades assistenciais locais. Todos estes movimentos são pós Tampinha Legal

 
3.  Cidade Bem Tratada -  Quantas pessoas/instituições do modelo de economia circular vocês já envolveram? 
Simara Souza - São quase 400 entidades assistenciais aprovadas entre hospitais, escolas públicas, APAES, Ligas Femininas de Combate ao Câncer, Lions, Rotary, etc Todas as entidades assistenciais podem participar do Tampinha Legal. Estas não são oneradas com taxas de inscrição manutenção ou mensalidades. Nenhum valor nos é devido.
 
4. Cidade Bem Tratada - No Seminário Cidade Bem Tratada, o Tampinha Legal vai apresentar o Case "COPINHO LEGAL: ECONOMIA CIRCULAR, UM COMPROMISSO DE TODOS", poderia nos adiantar algum dado sobre este novo programa e do Canudinho Legal?
Simara Souza - O Copinho Legal é um novo programa que funciona na mesma lógica do Tampinha Legal. Como o material dos copinhos são diferentes das tampinhas (PP e PS), seu processo operacional deve atender as demandas da reciclagem deste material. O Canudinho Legal é uma ação amiga do Tampinha Legal. Segue a mesma linha operacional. Diferenciando-se apenas na questão da segregação, uma vez que não é necessária a separação por cores. Assim como no Tampinha Legal.
 
5. Cidade Bem Tratada - Espaço livre para abordar algum tema que ache pertinente do Tampinha Legal e que não tenha sido abordado nas questões acima.
Simara Souza -  Recentemente tivemos o lançamento da parceria com a marca OU e Braskem. O material coletado no Tampinha Legal se transformam em Vasos de Plantas com a resina reciclada das tampas plásticas. Desta forma, apresentamos para a sociedade como funciona a economia circular, as maravilhas que podemos produzir com o plástico reciclado e qual a função da sociedade neste processo.
Recentemente também alcançamos R$ 500mil (meio milhão de reais) em recursos obtidos com a venda do material para as entidades assistenciais participantes do programa. São cerca de 400 entidades assistenciais cadastradas em vários estados como: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Alagoas e Goiás.