Detalhes da notícia


Um espaço de amplo debate sobre as atuais questões ambientais e alternativas de soluções possíveis para mitigar os impactos negativos à natureza. Este é o cenário que os participantes do Seminário Cidade Bem Tratada vão encontrar no dia 12 de setembro, das 8h às 18h, na sede do Ministério Público, em Porto Alegre.  Na oportunidade, especialistas vão tratar os temas: resíduos sólidos, água e energias renováveis. 
 

Como deve ser uma ‘cidade bem tratada’? As respostas vêm sendo trabalhadas há oito anos no Seminário Cidade Bem Tratada, realizado pela Fundação Mata Atlântica e Ecossistemas. Propor soluções viáveis e sustentáveis para que o cidadão possa contribuir positivamente para a qualidade de vida são características do evento que tem pautado os problemas, mas também  possíveis soluções para uma sociedade que vive um ritmo acelerado de produção. Em um tempo que se oferece quase tudo descartável, muitas pessoas acabam consumindo sem os devidos critérios e, por isso, o planeta caminha a passos largos para um colapso socioambiental. 
 
Em um evento que se destaca pela motivação à ampla participação, as inscrições são gratuitas e o tempo de debate garantido na programação. Estarão no foco desta edição a comunicação e o fomento, como ferramentas de efetivação de práticas e políticas de enfrentamento aos  desafios da sociedade de risco. A mesa II, que tem início às 16h do dia 12/09, trará como tema: Resíduos sólidos, águas e energia renovável: fomento a políticas e práticas para a sustentabilidade - principais instrumentos. 
 
Os palestrantes que trarão suas experiências nesta mesa são: Marcio Matheus, presidente do Sindicato das Empresas de Limpeza Urbana no Estado de São Paulo - SELUR que falará sobre o ‘Financiamento da logística reversa’. Carlos Café, Vice Presidente da ABGD - Associação Brasileira de Geração Distribuída, relata sobre a ‘Geração distribuída no Brasil e oportunidades de negócios’, Francisco Milanez, presidente da Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (AGAPAN) explicará ‘Como fomentar cidades saudáveis’. E Ana Maria Marchesan, promotora de justiça da Promotoria de Defesa do Meio Ambiente de Porto Alegre comenta sobre o ‘Papel do direito na preservação ambiental’. A mediação da Mesa é de Leonardo Pascoal, Prefeito de Esteio e presidente do Consórcio Pró Sinos. A mesa contará ainda com a presença do deputado Gabriel Souza, representante da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da ALRS, como debatedor convidado.
 
Estes temas estão na agenda mundial e devem ser estudados e debatidos, pois as consequências dos atuais danos ambientais são visíveis e afetam a todos. Com ações como as que estarão sendo conhecidas neste evento, se forem implementadas em um curto espaço de tempo, poderão alterar de forma muito positiva o ambiente em que se vive. Os interessados podem fazer a sua inscrição gratuita pelo link: http://www.cidadebemtratada.com.br/novo/inscricoes A participação no evento habilita a emissão de certificado (50% de presença) com emissão on line pós evento.